Tecnologia agiliza gestão de resíduos e licença ambiental


Destine Já criou plataforma para pequenas e médias empresas, que com um clique acessam o plano de gerenciamento de resíduos e o monitoramento ambiental.

Números divulgados em novembro de 2019 pela Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) revelam que, em 2018, o País produziu cerca de 79 milhões de toneladas de lixo, uma variação de pouco menos de 1% em relação ao ano anterior. A destinação adequada em aterros sanitários recebeu 59,5% dos resíduos sólidos urbanos coletados: 43,3 milhões de toneladas. O restante (40,5%) foi despejado em locais inadequados por 3.001 municípios.

A destinação do lixo segue entre as muitas questões ainda carentes de solução no Brasil. Após 10 anos no mercado tradicional do gerenciamento de resíduos, a Destine Já resolveu levar sua expertise para o meio digital e criou uma plataforma online que oferece soluções personalizadas para empreendedores.

Por meio de um software inteligente, coletores qualificados e rastreabilidade da destinação em nuvem, a startup mira em pequenas e médias empresas que precisam atender a licenças ambientais. A aplicação de tecnologia otimiza a logística da destinação de resíduos e facilita sua gestão online.

“O que a gente traz de inovação? A destinação por si só existe desde os primórdios, seja ela feita correta ou incorretamente. Atrelamos tecnologia de forma que o gerador dos resíduos pode trazer sua demanda via web ou aplicativo, e aí fazer todo o acompanhamento. Segundo o IBGE, temos uma geração per capita em torno de 1.08 quilo de resíduos por dia. É muito resíduo, e as empresas não ficam atrás. Nosso foco se concentra em empresas com licença ambiental como, por exemplo, salão de beleza, oficina mecânica, entre outros”, explica um dos sócios-fundadores da Destine Já, Christian José Sabino.

Plataforma dá acesso facilitado a dados exigidos pelo Ibama (Foto: Divulgação)

A startup, comandada por Christian Sabino e Ruan Guasti Villela dos Santos (CEO), foi acelerada pelo Sebrae-ES na Maratona de Negócios de Impactos Sociais e Ambientais (2016); participou do Programa Shell Iniciativa Empreendedora no Espírito Santo (2017); esteve no Programa InovAtiva Brasil, do governo federal e Sebrae Nacional (2018); no Programa Sinapse de Inovação do governo do Espírito Santo; e participou ainda do Programa BNDES Garagem. Atualmente, a Destine Já está incubada na TecVitória.

MONITORAMENTO AMBIENTAL

Uma das vantagens do sistema criado pela Destine Já é a possibilidade de gerenciar informações na palma da mão.

“O Ibama tem uma lei que exige de empresas licenciadas a comprovação da destinação correta dos resíduos. Com um clique na nossa plataforma, o cliente tem todo o plano de gerenciamento de resíduos e o relatório de monitoramento ambiental. O desrespeito a essa lei é passível de multa, notificações e embargo de algumas operações. Focamos nesse nicho para aumentar a sustentabilidade”, explica.

A cada tonelada destinada, a empresa planta uma árvore.

Com parceiros em várias praças do Brasil, a startup atende aproximadamente 200 clientes em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Espírito Santo, com planos de expansão para São Paulo. O foco é atingir 10 mil empresas em cinco anos, com modelos de negócio via contratos de coleta recorrentes, além de serviços avulsos por demandas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *