Bauner automatiza gestão financeira de micro e pequenas empresas


Tecnologia disponibiliza tarefas como pagamentos, cobranças, notas fiscais, controles, lançamentos e outras ações rotineiras, tudo feito automaticamente na plataforma.

Micro e pequenas empresas representam 99% dos empreendimentos no Brasil. Sobreviver, no entanto, é o grande desafio. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que cinco anos após serem criadas, pouco mais de 60% das empresas já fecharam as portas. Depois de trabalhar como contador por 18 anos e testemunhar as dificuldades do pequeno empreendedor, Edval de Oliveira criou a plataforma Bauner, para dar suporte a jovens empresas com automação financeira.

“Comecei a conviver com as dores das pequenas empresas e percebi que existe um grande problema de gestão que as leva a falir antes de completarem cinco anos. Isso me sensibilizou porque as pequenas empresas têm bastante representatividade no País. Deixei a contabilidade e iniciei o Bauner numa tentativa de desenvolver tecnologia que auxiliasse as micro e pequenas empresas a enfrentar esse problema”, lembra o fundador e CEO da startup, que conta com mais seis profissionais na equipe.

Oliveira acredita que a maior parte dos novos empreendedores não faz a gestão por falta de tempo e de conhecimento. Com o nascimento do Bauner, em 2015, a gestão financeira de empresas de menor porte ganhou a oportunidade de se tornar mais veloz, já que a plataforma automatiza tarefas como pagamentos de contas, cobranças, notas fiscais, controles, lançamentos, relatórios, entre outras tantas ações rotineiras que tomam o tempo do empreendedor.

“Hoje oferecemos serviços bem avançados. Numa prestadora de serviço conseguimos automatizar todos os recebimentos, fazer emissão de nota, entre outros. No Bauner o cliente cadastra e tudo é feito automaticamente”, explica.

O sistema disponibilizado no site reúne serviços de banco e de controle financeiro; envio automático de boletos e notas fiscais; conciliação bancária automática; e integração contábil. O usuário pode criar uma conta e usar a plataforma gratuitamente até os 100 lançamentos. O site oferece uma ferramenta para calcular planos e preços conforme as necessidades.

Com a funcionalidade que controla as despesas, seu objetivo é ter informação para usar a ciência de dados. Com a análise dos dados, os novos empreendedores terão informações ainda mais precisas sobre seus negócios. Em aceleração na Azys, a startup está sendo preparada para escalar mais rápido na oferta de serviços. A plataforma Bauner já é utilizada em 13 estados.

O próximo passo é a automação de pagamentos.

“Automação dos pagamentos significa que o agendamento dos pagamentos das despesas será feito dentro do próprio Bauner, ao invés de fazer no banco. Dessa forma, todo o restante da rotina financeira até a conciliação é feita automaticamente”, completa o CEO.

Edval Oliveira, CEO do Bauner: próximo passo é automatizar os pagamentos (Foto: Divulgação)

NOVO MINDSET

Positivo quanto ao momento favorável à inovação no Espírito Santo, Edval de Oliveira avalia que o ambiente contribui muito para a mudança na mentalidade dos jovens em início de carreira.

“Até então as pessoas eram formadas para serem empregadas em outras empresas. O novo mindset é de que não há problema nenhum em ser empregado, mas que se pode empreender no próprio negócio. Com esse pensamento você está sempre buscando fazer algo diferente, porque as coisas estão mudando muito rápido”, disse.

Para Oliveira, o desenvolvimento do ecossistema de inovação traz facilidades para quem está chegando, que encontra mais incubadoras e aceleradoras, que ensinam o caminho para se desenvolver uma ideia.

“Nesse ambiente você começa a ter mais profissionais que sabem como iniciar uma ideia. Essas pessoas vão encontrar mais ajuda, coisa que eu não tive lá atrás”, comenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *