Hub Fucape: Academia e negócios disruptivos num mesmo espaço


Espaço está previsto pra entrar em operação nesta segunda-feira (21). O objetivo é que até 2023 exista uma unidade do hub em cada capital do país

O mais novo hub de inovação do Espírito Santo pertence à Fucape Business School. Com previsão de entrar em operação nesta segunda-feira (21), primeiramente para startups em estágio pré-seed, o ambiente propõe a sinergia entre o conhecimento acadêmico e as práticas disruptivas. Aberto a todo o ecossistema de inovação, o Hub Fucape terá também a participação ativa de alunos de graduação, pós-graduação e pesquisadores. Segundo o diretor e fundador da Fucape, Aridelmo Teixeira, o objetivo é que até 2023 exista uma unidade do hub em cada capital do país.

“Nosso propósito é respirar inovação nos 365 dias do ano. Estamos promovendo a fusão da academia com o mercado disruptivo. Saímos da lógica da parceria para sermos uma coisa só. O Hub Fucape fica aberto durante 24 horas, é possível ir a qualquer hora. Se acordou no meio da noite com uma ideia, você pode ir até lá e trabalhar. Para começar vamos abrir para aquelas startups ainda em estágio inicial. A partir de 1º de outubro devemos receber as primeiras quatro startups já selecionadas”, conta Aridelmo.

O Hub Fucape está em pleno processo de seleção de startups residentes. Apenas quatro foram escolhidas das cerca de 20 que devem ocupar os 2.400 metros quadrados do local. O espaço é desenhado para promover a interação: salas multiuso, auditório para mais de 300 pessoas, laboratório de finanças. Será oferecida a assistência para que as startups possam começar a operar sem se perder na burocracia, serviços 100% suportados pela academia. Os alunos da instituição construirão soluções para o dia a dia dos empreendedores.

Aridelmo detalha que o hub é uma empresa específica com recursos próprios e que vai comprar uma participação das empresas que forem incubadas. “Temos tido uma procura enorme, que já superou muito nossa expectativa. Tenho recebido de três a quatro startups por dia. A seleção continua e as novas startups vão chegando ao hub. Essas empresas ficarão de dois a quatro anos, sempre com a assistência dos alunos da Fucape. Desta forma um ciclo positivo de desenvolvimento se monta de forma estruturada. Até 2023 cada capital do Brasil vai ter uma unidade do hub funcionando e todos os hubs funcionarão de forma conectada”.

Aridelmo Teixeira: ““Temos tido uma procura enorme (pelo Hub Fucape), que já superou muito nossa expectativa.”

Os projetos receberão até R$ 100 mil para aceleração e maturação do negócio, segundo informações do site Hub Fucape. As startups serão avaliadas e terão que performar dentro das metas e com bom desempenho para continuar a usufruir da estrutura.

Infra

A infraestrutura do espaço de incubação e aceleração oferece células empresariais (booths) em um ambiente amplo, que inclui auditório, salas de estar e cafeteria. O Café Iluminismo merece uma explicação à parte: trata-se de um moderno rooftop com área de coworking, apresentações, encontros, e lazer ao ar livre, 24 horas por dia.

Os empreendedores interessados em frequentar o local devem se cadastrar pessoalmente (Av. Fernando Ferrari, 1358, Vitória) para conhecer o funcionamento do projeto, orienta o diretor. “Basta se cadastrar no Hub Fucape para ganhar um cartão que vai dar acesso ao local. Com esse cartão, que é pré-pago, o visitante pode consumir dentro da instituição. O visitante não paga nada”, explica. Para outros detalhes acesse o site da instituição (https://fucape.br/inovacao/hub-fucape) para entrar em contato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *