OAB-ES instaura comissão de modernização e inovação do sistema de justiça


É sabido que o sistema de justiça Brasileiro é lento e que esse problema impacta toda a sociedade. No Espírito Santo, por exemplo, essa foi a principal reclamação recebida pela ouvidoria do Tribunal de Justiça (TJES) no ano passado, segundo reportagem do jornal A Gazeta.

O advogado especialista em inovação, empresas e startups, Felipe Valfre, CEO da INNLAW – Hub de Inovação Jurídica, percebeu essa dificuldade ao longo de sua carreira, mas após um episódio recente ele resolveu tomar iniciativa.

Valfre diz ter passado recentemente por um atendimento insatisfatório do TJES. Ao se dar conta do quanto isso é comum, o advogado fez uma manifestação sugerindo a abertura de um programa de inovação para o órgão. A resposta, segundo ele, foi insuficiente. “Não houve devido retorno à minha manifestação. Com isso, resolvi trabalhar sobre o problema de forma institucional”, contou.

Felipe Valfre levou o assunto à OAB-ES que resolveu criar uma comissão para fomentar a modernização e a inovação dentro do sistema de justiça capixaba. Segundo ele, as ações deste grupo podem impactar a advocacia, o Ministério Público, o Poder Judiciário, polícias, entre outros entes.

“O maior propósito da comissão é sugerir um programa de inovação pra envolver esses atores, fazê-los caminhar em rede e causar um impacto positivo em toda a sociedade e profissionais da justiça.”

A iniciativa visa alertar a todos sobre a necessidade do poder público se preocupar com a agenda de modernização e inovação.

“Falar de inovação é política publica hoje em dia, principalmente aqui no Espírito Santo, só que o sistema de justiça não acompanha isso.”

A OAB-ES assinou no dia 18/2 deste ano a portaria que instaura a Comissão Especial de Modernização e Inovação do Sistema de Justiça no órgão. Felipe Valfre foi nomeado presidente. Segundo ele, essa iniciativa é inédita no Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *