Azys Inovação fecha parceria com a Bossanova Investimentos


A Azys Inovação vai receber apoio da Bossanova Investimentos, uma das maiores empresas de venture capital da América Latina. Há sete anos em Vitória, a empresa capixaba vai indicar startups para a avaliação interna da investidora de São Paulo, que pretende formar, dar mentoria e qualificar empreendimentos para receberem investimento-anjo de seu fundo de capital de risco.

O trabalho da Azys tem sido engajar, qualificar e orientar empreendedores, empresas e startups inseridas em sua rede local de inovação, situada no ecossistema de inovação capixaba. Já a Bossanova é apoiadora de mais de 600 startups em todo o país. A empresa, que tem como CEO o conferencista de inovação e convergência digital, João Kepler, anunciou ano passado ao Infomoney a meta de alcançar 1.000 startups em sua carteira até 2022, numa estratégia de diversificação extrema de seus investimentos.

Atenção dos investidores

Para Denis Ferrari, CEO da Azys, a atenção da Bossanova foi conquistada graças ao processo de seleção da aceleradora capixaba, qualificado e capaz de oferecer informações importantes aos investidores. “Acredito que isso foi o que nos possibilitou atrair a atenção deles”, diz Denis. Além disso, o fechamento desta parceria se dá, segundo o CEO, graças ao ambiente promissor de inovação, tecnologia e novos negócios do estado.

“No Espírito Santo temos excelentes empreendedores, com ótimas ideias e projetos em maturação. Dentro de alguns anos, muitos desses projetos vão despontar em nível nacional e promover o ecossistema capixaba.”

Denis Ferrari – CEO Azys Inovação

Avaliação

Segundo Denis, todas as startups indicadas pela Azys vão passar por um processo de avaliação interna da Bossanova para, a partir disso, poderem receber investimentos entre R$ 250 mil a R$ 300 mil reais por projeto. A parceria também prevê a apresentação de, no mínimo, cinco startups para o fundo de investimentos por ano.

Pré-requisitos

Para que uma startup receba investimento-anjo da Bossanova, ela deve possuir características que atendam a pré-requisitos, como ser uma startup B2B ou B2B2C; ter mais de um ano e meio de operação; estar faturando pelo menos R$ 20 mil por mês; ter previsão de breakeven (indicador de faturamento para cobrir custos fixos e variáveis), dentre outros.

A partir do cumprimento destes pré-requisitos, a Bossanova integra as startups indicadas pela Azys, submetendo-as a um processo de formação, mentoria e qualificação. Este suporte será dado pelo time de consultores da Bossanova e, também, por outros investidores que atuam na rede de inovação da Azys.


Leia mais sobre a Azys Inovação: Programa de inovação da Azys ganha adeptos durante a pandemia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *