Fapes seleciona novos membros para as Câmaras de Assessoramento


Quem atua com ciência, tecnologia e inovação pode se inscrever até 20 de agosto na chamada pública da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), que está selecionando novos membros para suas Câmaras de Assessoramento. Com mandato até 2023, os especialistas serão responsáveis por analisar o mérito científico e técnico de pedidos de fomento, apoio e incentivo, além de avaliar e acompanhar a execução dos projetos apoiados pelo órgão em nove áreas de conhecimento.

A divulgação do resultado está prevista para 20 de setembro. As inscrições devem ser realizadas na plataforma SigFapes. Basta o interessado ter um cadastro ou, caso não tenha, se cadastrar e, no menu “Editais Abertos”, selecionar o campo “Chamada para Candidatura a Membro das Câmaras de Assessoramento da Fapes 2021/2023”.

Após preencher os dados e fazer o upload dos documentos solicitados, o candidato deve informar a sua área de conhecimento: Ciências Agrárias; Ciências Exatas e da Terra; Ciências da Saúde; Ciências da Vida; Engenharias; Linguística, Letras e Artes; Ciências Humanas; Ciências Sociais Aplicadas; e Inovação.

Para a Câmara de Inovação, o interessado deve ser doutor ou profissional com comprovada experiência em inovação ou empreendedorismo e estar atuando em instituições de ensino, pesquisa ou inovação no Espírito Santo, ou em instituições do ecossistema de inovação do Estado, seja no setor público ou empresas privadas, incubadoras, coworkings e aceleradoras, dentre outros.

Já para as demais câmaras, o candidato deve ser doutor com comprovada atuação na sua área de conhecimento e estar atuando em instituições de ensino ou pesquisa no Espírito Santo, ou em projetos em instituições de ensino ou pesquisa no Estado.

A diretora técnico-científica da Fapes, Denise Rocco de Sena, destacou que a Fundação pretende aprofundar a comunicação com os membros das câmaras e ampliar o diálogo sobre as demandas da comunidade científica e de inovação, promovendo uma maior aproximação entre a Fapes e seus usuários.

“A participação dos profissionais da pesquisa e da inovação nas nossas Câmeras Técnicas de Assessoramento é muito importante para o funcionamento da Fapes e para a manutenção, o desenvolvimento e a ampliação do ecossistema capixaba de Ciência, Tecnologia e Inovação. São oito Câmaras que representam as grandes áreas de conhecimento definidas pelo CNPq e uma Câmara de Inovação. Os membros são responsáveis, principalmente, pelas avaliações de propostas e acompanhamentos dos projetos de pesquisa, de inovação, difusão e de divulgação científica, aprovados nos editais da Fapes.”
Denise Rocco de Sena – Diretora técnico-científica da Fapes

Para mais informações sobre o processo de seleção: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *